Bloesempark: O deslumbrante parque das cerejeiras da Holanda

  • Bloesempark, o parque das cerejeiras que fica em Amstelveen, próximo à Amsterdam, na Holanad

Imagina um parque onde você está cercado de lindas cerejeiras, enquanto você curte o dia com a família fazendo um piquenique primaveril em pleno outono. Parece até um cenário típico do Japão, mas estamos na Holanda!

A primavera na Holanda é cheia de lugares lindos para passear. Semana passada eu postei um guia completo para visitar o Keukenhof, o parque das tulipas. Continuando essa série especial, hoje é a vez de conhecer o Bloesempark, o Parque das Cerejeiras. Vamos lá?

Um pedacinho do Japão em plena Holanda

O Bloesempark fica em Amstelveen, cidade coladinha a Amsterdã. Ela tem a segunda maior colônia japonesa da Europa, ficando atrás só de Düsseldorf, na Alemanha. Já deu pra perceber que esse parque não foi parar lá à toa, né?  :)

Na verdade, ele foi criado em 2000 para comemorar os 400 anos de relações entre Holanda e Japão. Foi quando o Japan Women’s Club (JWC) presenteou o país com 400 cerejeiras.

Um detalhe curioso é que, como o JWC é um clube liderado por mulheres, cada árvore ganhou ainda um nome feminino, sendo 200 nomes japoneses e, os outros 200, holandeses. Como gentileza gera gentileza, a Holanda retribuiu a homenagem.

https://www.youtube.com/watch?v=MBwL_2JpUn0

Para reafirmar o laço entre os dois países, desde então a Holanda promove anualmente no local o Hanami Matsuri, também chamado de Cherry Blossom Festival. E o que isso significa?

“Hanami” é o ato de contemplar as cerejeiras em flor. Faz parte da tradição japonesa aguardar ansiosamente pelo florescimento das cerejeiras, que marca a chegada da primavera. As flores da cerejeira (sakura, em japonês) são frágeis e ficam floridas por pouco tempo.

Leia mais: Carneirinhos marcam a chegada da primavera na Holanda

Por isso a sakura representa o caráter transitório e a brevidade da própria vida – da mesma forma que uma simples rajada de vento leva a sakura embora, nossa vida também pode acabar-se subitamente. Por isso é importante aproveitar cada momento e saber contemplar a beleza ao nosso redor.

Cerejeiras em Flor

Apreciando a beleza ao meu redor :)

A fragilidade da vida também é lembrada pelo Tsunamimonument, uma placa de metal em granito localizada no parque em memória às vítimas do tsunami que aplacou o Japão em março de 2011.

Tsunamimonument, homenagem às vítimas do Tsunami no Japão em 2011

Foto: Jeroen Hogenboom

Em 2017 o festival Hanami Matsuri acontece no dia 8 de abril. A festa é fechada para a comunidade japonesa de Amstelveen e convidados. De qualquer maneira, o parque fica aberto normalmente para o público geral, então você pode dar aquela espiada básica e ver o que tá rolando.

Se bem que isso é o de menos. O que importa mesmo é curtir esse cenário maravilhoso!

Parque-das-Cerejeiras-02

Tem um aí na foto que gostou tanto que até abraçou a árvore, haha!

Quando visitar o Parque das Cerejeiras

Se você quiser conferir o Bloesempark na sua melhor forma, a hora é essa! As cerejeiras já estão começando a florir!  a temporada 2017 já foi. Agora só em 2018! 

Posted by Ger Buskermolen on Monday, March 27, 2017

As cerejeiras ainda levam algum tempo para ficar totalmente floridas. Depois de atingir o auge, elas costumam perder suas flores em cerca de uma semana. Mas tudo vai depender do tempo e da força do vento. Uma vez que as flores caem, esse espetáculo só acontece novamente no ano que vem. Então corra, Lola, corra!!!

Como chegar 

Use o mapa no final da matéria para planejar seu percurso. O Google Maps dá a rota para transporte público na Holanda com atualização de horário de partida em tempo real. Uma verdadeira mão na roda!

O Bloesempark fica dentro do Amsterdamse Bos, que é um parque enorme: 3 vezes maior que o Central Park em Nova York. Pegando o portão de entrada errado, vai ser uma dor de cabeça absurda chegar até as cerejeiras.

O mapa já está marcado no local de entrada certinho para o Parque das Cerejeiras, que este ano mudou. A entrada em 2017 é pelo lado oeste ou, em holandês, westzijde Bloesempark. É que a entrada principal, com ponte feita de bambu, está fechada para reforma. Fique atento e use o mapa abaixo, que também tem dicas de onde estacionar!

Como chegar a partir de Amsterdam Zuid

Superdica: de 31 de março até 2 de abril, das 13h às 16h, vai ter transporte extra para chegar ao Parque das Cerejeiras.

Bosbus, o micro-ônibus do Amsterdamse Bos em frente ao Jardim das Cerejeiras de Amstelveen, cidade próxima a Amsterdam, na Holanda

O Bosbus te leva da entrada em Amsterdam Zuid até o Parque das Cerejeiras em Amstelveen (Foto: Marcel Slikker)

O bosbus, que é o micro-ônibus que passeia dentro do Amsterdamse Bos aos finais de semana, vai dar uma esticada no percurso regular até o Parque das Cerejeiras. Ele parte do Boswinkel, a lojinha do Amsterdamse Bos. De lá ele percorre várias atrações até chegar às cerejeiras. Veja neste mapa a localização do Boswinkel.

O bosbus lembra um daqueles ônibus de campo de golfe, então ele vai devagar, devagarinho, que nem aquela música do Martinho da Vila. Mas se você quiser aproveitar pra também conhecer o Amsterdamse Bos, é uma boa pedida!

O transporte custa 5 euros (incluso ida e volta) e está à venda no próprio Boswinkel. Você também pode comprar online neste link. Mas atenção: a página está toda em holandês e, para compras online, só é aceito pagamento de bancos da Holanda.

Serviço

Bloemsempark
Amsterdamse Bos – 1182 DB Amstelveen
Entrada Gratuita
Site
Mapa:

Booking.com

21 Comments

  • comment-avatar
    Marcus 09/10/2017 (00:10)

    Estou programando uma viagem à Holanda em 2018 e, através do seu post, fiquei sabendo dessas cerejeiras. Quando programar essa visita? A primeira semana de abril é sempre a ideal? Um abraço!

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 10/10/2017 (16:34)

      Oi, Marcus, tudo bem?
      Não tem como te dar uma resposta 100% precisa porque depende muito de como vai estar o clima na época, já que a flor da cerejeira é muito delicada. No máximo dá pra arriscar dizer que o finalzinho de março/início de abril é o período mais provável de encontrar as cerejeiras em flor. Fica de olho aqui no blog e na página do Holandesando no Facebook, porque assim que as cerejeiras florescerem, eu atualizo tudo outra vez! 😉

  • comment-avatar
    Adriana Magalhães Alves de Melo 20/04/2017 (14:40)

    Se eu tiver tempo, vou lá também. Achei um show!

  • comment-avatar
    Luiza Rocha 31/03/2017 (09:40)

    Olá, tem algum lugar proximo onde estacionar? Como vivo no sul queria ir de carro ate proximo ao parque.
    Beijos e obrigada pela dica!

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 31/03/2017 (11:53)

      Oi, Luiza. Ano passado eu fui de carro também. Então fica tranquila que tem estacionamento, sim! 🙂
      Na própria Burgemeester A. Colijnweg, que dá acesso ao parque, tem aqueles acostamentos próprios pra estacionar. Só que como é o local mais próximo das cerejeiras, lota no final de semana! Se for o caso, segue até a
      Nieuwe Meerlaan, que ao longo dela você vai ver alguns bolsões de estacionamento do Amsterdamse Bos. Tem no Geitenboerderij Ridammerhoeve e no Land van Bosse. E segundo a organização do parque me passou, é gratuito. O único porém é que desses locais vai dar uns 15 minutos de caminhada (você pode levar a sua bike junto e pedalar até as cerejeiras, se preferir).

      Mais tarde quando eu estiver no laptop eu atualizo a matéria com todas esssa indicações no mapa, pra facilitar. Abraços e veel plezier!

  • comment-avatar
    Dalila Barakat 27/03/2017 (00:05)

    Adoro seu blog e amei esse post. Muito lindo. :*

  • comment-avatar
    Klécia 25/03/2017 (03:09)

    Que post mais lindo! Sou louca pra ver a floração dessas lindas ao vivo, sabia? Sou apaixonada pelas fotos, é uma das coisas mais lindas do mundo!

  • comment-avatar
    Patricia 24/03/2017 (21:55)

    Que lugar mais lindooo!!!
    Me senti vendo um post do Japão, nunca imaginei um lugar assim na Holanda.

  • comment-avatar
    Makenna 24/03/2017 (18:32)

    Eu não sabia da existência desse parque!
    Estou planejando uma viagem a Holanda e esse seu post caiu como uma luva!
    O mapa está devidamente salvo!
    Abraços.

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 25/03/2017 (18:14)

      Que legal! Espero que vocês aproveitem bastante e possam ver ele de pertinho também.
      Abraços!

  • comment-avatar
    Gisele 24/03/2017 (14:53)

    Que bacana! Não conhecia esse lugar. Um pedacinho do Japão colado na doideira que é Amsterdã. Muito amor pela Holanda, já quero voltar.

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 24/03/2017 (15:33)

      É muito lindo!! Volta sim, porque a Holanda é cheia de surpresinhas que nem essa! 🙂

  • comment-avatar
    Viajante Comum 24/03/2017 (14:38)

    Estou descobrindo muita coisa bacana aqui no seu blog! Mais uma pra lista holandesa! ❤️

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 24/03/2017 (15:34)

      Obrigada! Fico feliz, porque a ideia é essa mesmo. De ir além do lugar-comum. 🙂

  • comment-avatar
    Adriana Mendonca 24/03/2017 (07:21)

    Que demais! Eu não sabia da existência de cerejeiras na Holanda, muito menos tão perto de Amsterdã! Essas árvores são um espetáculo da natureza, muito lindo!

  • comment-avatar
    Ana Raquel Fortes 24/03/2017 (01:38)

    Que sonho! Fiquei MORRENDO de vontade de conhecer. Eu sou apaixonada por cerejeiras gente! <3 Melhor post! hahaha.

  • comment-avatar
    Viajante Móvel 24/03/2017 (00:52)

    Adoro um parque, flores e quero muito conhecer . Espero que seja em breve!

  • comment-avatar
    Márcia Silveira Pessoa 23/03/2017 (22:36)

    Acho lindas essas tradições orientais, o respeito que eles têm por antepassados e tudo que os liga à terra natal. E essas cerejeiras, gente! Que maravilhosas. Mesmo estando um tempo mais fresco o pessoal comparece em peso hein! Bjs

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 24/03/2017 (15:37)

      Sim, o povo vai mesmo! Tô pra ver holandês deixar de fazer alguma coisa por causa de tempo, rs