10 motivos para visitar o Markthal em Roterdã

  • Fachada do Markthal, o mercado de Rotterdam

Mercadão sempre faz sucesso pelo mundo. Mas esqueça todos mercados tradicionais que você já viu por aí e abra os olhos para o novo: seja bem-vindo ao surpreendente Markthal, em Roterdã. Confira a seguir 10 motivos porque o Markthal é um passeio imperdível:

1. O Markthal é um mercado único no mundo

O projeto era simples: construir um mercadão coberto, que abrigaria a feira-livre da cidade. Mas estamos falando de Roterdã, uma cidade famosa pela sua arquitetura moderna, diferentona e que também valoriza a funcionalidade.

Markthal o mercado municipal de Rotterdam na Holanda à noite

Roterdã tem arquitetura diferentona pra ninguém botar defeito. Nem o mercado da cidade escapa! (Foto: Tom Roeleveld)

O resultado é um espaço que reúne muito mais que só um mercado de frutas. É um verdadeiro espaço gastronômico, que eu vou mostrar pra você ao longo dessa matéria.

Como se não bastasse, no subterrâneo fica o maior estacionamento da cidade. Ele também é usado como carga e descarga dos produtos comercializados no local. E já que aproveitamento de espaço é tudo, a cobertura do Markthal também serve de moradia, abrigando quase 200 apartamentos em seu grande arco.

 Markthal Rotterdam. Lateral do mercado, com fachada dos apartamentos que servem de moradia.

Não deixe de conferir a lateral do mercado, com a sacada dos apartamentos. Ela costuma passar despercebida por muita gente. Uma pena, porque é sensacional! (Foto: Daria Scagliola e Stijn Brakkee)

Você pode visitar vários mercadões pelo mundo. Mas nenhum vai ser parecido com esse verdadeiro complexo que é o Markthal. E olha que isso é só o começo dessa lista…

2. É um ícone de Roterdã

Vista Aérea do Markthal, o mercado e ícone de Rotterdam

(Foto: Ossip van Duivenbode)

O Markthal foi inaugurado há pouco tempo, em 2014, mas já virou um queridinho da cidade. Os locais usam o espaço para fazer suas compras e se reunir pro happy hour. Já do lado de fora, o que não falta é turista fazendo selfie com o mercado e seu inconfundível formato de ferradura.

E olha que se destacar em Roterdã não é tarefa fácil. Principalmente quando se tem uma vizinhança que dá uma verdadeira aula de arquitetura. Quer ver só?

3. É rodeado de vizinhos famosos

A chegada ao Markthal pode levar os turistas a uma pane. O motivo é simples: com tanto lugar interessante em volta, aonde ir primeiro?

Rotterdam Markthal Casa Cubo Predio Lapis

E agora gente, por onde começar?

É tudo muito perto. De verdade: do mercado, é só atravessar para o outro lado e lá estão as famosas Casas Cubos e também o Blaaktoren, o edifício em formato de lápis. Aliás, sabia que já rolou até torcida pra shippar o Blaaktoren e o Markthal?

É que tentaram colar o apelido de Punteslijper (“apontador”) no Markthal, por causa do seu formato. E também pra fazer parzinho com o edifício lápis. É um casal que combina direitinho! E aí, é namoro ou amizade?

Blaaktoren e Markthal em Rotterdam

O Lápis visto do Apontador. Será que deu match? (Foto: Michielverbeek)

A verdade é que o apelido não pegou muito, não (assim como o apelido do item 7) e eles ficaram só na amizade. Mas eu achei fofinha a ideia!

Continuando o passeio pela vizinhança, à esquerda tem ainda a Laurenskerk, a única igreja da Idade Média remanescente em Roterdã. Sua importância é ainda maior quando a gente descobre que por pouco ela não foi demolida.

É que ela sofreu muitos danos quando a cidade foi atacada na Segunda Guerra Mundial. Eu já contei um pouco da história da reconstrução de Roterdã nesse vídeo, que mostra também uma visão incrível da cidade e alguns de seus prédios famosos.

Sim, numa só quadra tem tudo isso pra visitar. Mas não entre em pânico! É só chegar cedo, porque daí você consegue aproveitar tudo sem correria nem desespero. Também dá pra fazer um tour guiado pela cidade, incluindo degustação no Mercadão!

Quem dera que todos os problemas do mundo fossem tão simples assim de se resolver, não é mesmo?

Outro probleminha fácil de resolver é a fome que vai bater depois de bater tanta perna por aí. É nessa hora que o Markthal mostra que não tá na área pra brincadeira:

4. O Markthal tem comidinhas do mundo inteiro

Estande de Delicatessen no Markthal o mercado de Rotterdam

No Heerlijk & Eerlijk Deli você vai encontrar um monte de delicatessen incrível pra provar

Engana-se quem pensa que o Markthal é só para comprar frutas e legumes. Muito pelo contrário! Nele você vai encontrar um tsunami de variedade gastronômica: tapas espanhóis, doce de tudo quanto é tipo, restaurante japonês, italiano (veja o item 8), hamburgueria, comida do Oriente Médio e até do Suriname!

Com tanta variedade e coisa gostosa para experimentar, dá até vontade de fazer uma matéria por mês sobre o Markthal. Claro que só pra manter você informado sobre o que tem lá e tal. :P

Ah, mas é comidinha holandesa o que você quer? Não tem problema. No Markthal você também vai encontrar…

5. Várias holandesices gastronômicas num só lugar

Stroopwafel, poffertje, arenque cru…  e claro: queijo, muito queijo. Inclusive artesanal. Isso é só um pouco das comidinhas típicas holandesas que você vai encontrar por lá. Mais uma vez, o problema vai ser decidir por onde começar.

estande de queijo artesanal do markthal, o mercado de Rotterdam

Quer provar queijo holandês artesanal? Essa é a especialidade do Van Drunen Kaas

A essa altura você já deve estar se perguntando: “mas afinal de contas, tem fruta nesse mercado ou não tem?”. Tem sim, e você vai se surpreender.

6. Você vai encontrar frutas exóticas – inclusive do Brasil

Quem gosta de experimentar frutas exóticas vai ficar muito feliz no Mercadão de Roterdã. Foi lá que eu vi pela primeira vez chirimoia (que eu só conhecia mesmo de assistir ao Chaves) , pitaia, vinda diretamente do Vietnã e Kiwano, do Equador.

Barraca de frutas no markthal em Rotterdam, com a fruta Kiwano

Na placa diz: Kiwano – “pepino maluco”. Eita! Será que ele morde?

Você é do tipo que não gosta de frutas exóticas? Muita calma nessa hora! É melhor pensar bem antes de bater em retirada. Caso contrário, você vai perder a chance de matar saudade das frutas do Brasil. Afinal, nossas frutas são bem exóticas por aqui! :)

No dia da minha visita eu encontrei água de coco, mamão, maracujá (com a aparência um pouco diferente da que conhecemos, é verdade)… mas eu me surpreendi mesmo em encontrar caqui. E olha, tava puro mel, uma delícia mesmo!

Onde encontrar Frutas típicas do Brasil no Markthal em Rotterdam: agua de coco, maracuja, caqui e mamão papaia

No Markthal tem água de coco, maracujá (meio diferentão), mamão e até caqui. AMEI!!!

É bem verdade que você pode encontrar essas frutas nos supermercados daqui, esporadicamente. Mas eu adorei matar a saudade gustativa num espaço como o Markthal. Isso acabou tornando toda a experiência ainda mais especial.

Mas como aqui nós trabalhamos apenas com a verdade e a pergunta era se tinha barraca de frutas no local, vamos aos fatos: o Markthal conta hoje com apenas 3 barracas de frutas e legumes. Isso tem gerado uma enorme treta já que a função do mercado, como dito no começo, era abrigar a feira-livre da cidade. E agora, José?

Por enquanto fica assim: você, o José e a patota toda que curte uma feira da fruta pode visitá-la às terças e sábados. Ela fica em frente ao Markthal, esse filho hipster que acabou encontrando uma vocação um pouco mais “gourmet”. E quando você terminar de passear pela feira e quiser entrar no Markthal, vai ver que ele…

7. Tem a “Capela Sistina” de Roterdã

No interior do Markthal você vai se deparar com uma gigantesca obra de arte. O nome dela é Horn of Plenty (Cornucópia), em alusão à cornucópia da mitologia greco-romana.

É só olhar para o teto em forma de arco que você vai ver desenhos gigantescos de frutas e outros produtos fresquinhos que normalmente são encontrados em um mercadão. O efeito é lindo e traz um colorido que só contribui para a atmosfera alegre e descontraída do local.

Falando em ambiente descontraído, que tal conferir o restaurante de um chef que todo mundo adora?

8. Tem o primeiro restaurante italiano do Jamie Oliver na Holanda

O Markthal também tem espaço para chef-celebridade. É lá onde o Jamie Oliver instalou sua primeira filial do Jamie’s Italian na Holanda. Aliás, não é a cara do Jamie Oliver ter um restaurante dentro de um mercadão como esse?

Fachada do Jamie's Italian em Rotterdam

Claro que eu não podia fechar minha visita sem conhecer este restaurante. Eu já entreguei que o ambiente lá é descontraído. Mas será que a comida é boa mesmo? E o preço, vale a pena? O veredito você confere aqui.

E você acha que já viu tudo? Que nada! O Markthal pode ser novinho, mas também tem muita História pra contar. História assim mesmo, com letra maiúscula:

9. Você faz uma viagem no tempo na escada rolante

Escada rolante do Markthal em Rotterdam. Uma viagem na história da Holanda

Essas escadas te transportam para uma viagem na História (Foto: Daria Scagliola e Stijn Brakkee)

Durante a construção do Markthal, que fica bem na área onde Roterdã foi fundada, vários objetos arqueológicos foram encontrados.

Alguns desses objetos ficam expostos ao lado das escadas rolantes do Markthal, que dão acesso ao subsolo do local. O breve passeio é acompanhado de textos que contam a história da cidade. Quanto mais você desce, mais perto você fica do banheiro mais você volta no tempo. Fica a dica pra quem gosta de um pouco de História!

Por sinal, falar em escada me lembra o último (mas não menos importante) item da lista:

10. Chegar ao Markthal é divertido

Escadaria-Piano em Roterdã

Chegar ao Markthal é fácil: ele fica 20 minutos a pé da estação de trem Rotterdam Centraal. Também dá pra chegar lá de metrô. Daí você aproveita pra se divertir na escada-piano, que fica no caminho para chegar ao Markthal.

Da Estação do Metrô Rotterdam Centraal, você pega a linha D e desce duas estações depois, no Beurs. De lá, você pega a linha A e desce na estação seguinte, Blaak. É só chegar na rua e você vai ver o Markthal com o seu formato inconfundível ali na sua frente.

Na volta, vale a pena dar mais uma passadinha na escada-piano. Assim você já se livra das calorias extras que adquiriu nesse passeio simplesmente delicioso!

Se você preferir evitar a fadiga e ainda fazer um tour completo pela cidade, outra opção bem bacana é o ônibus turístico hop on – hop off. Ele é válido por 24 horas e para nas principais atrações da cidade, incluindo a estação de trem e o Markthal. E você pode subir e descer quantas vezes quiser!

Gostou das dicas? Ficou curioso pra saber mais? Então siga o Holandesando no Instagram para ver dicas extras de estandes maravilhosos que encontrei no Markthal! Lá você também pode procurar pela hashtag #HolandesandoNoMarkthal ;)

Serviço

Markthal
De segunda a quinta e sábado das 10h às 20h
Sexta das 10h às 21h
Domingo das 12h às 18h
Dominee Jan Scharpstraat 298, Roterdã
(Estação Rotterdam Blaak do Metrô)
Entrada gratuita
Mapa
Site


Fontes: Passeio no local e Assessoria de Imprensa do Markthal

Booking.com

20 Comments

  • comment-avatar
    Raul Fernandez 13/05/2017 (03:02)

    Parabéns pelas dicas, posso confirmar já que minha filha morou um ano na casa cubo, e tive o prazer de conhecer pessoalmente o local.
    Na mesma praça acontece uma feira, que é bem legal!

    Abraços

    Raul

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 01/06/2017 (15:57)

      Oi, Raul! Que bom que você gostou! E a sua filha morou num lugar simplesmente espetacular! 😀
      Abraços!

  • comment-avatar
    Fernanda 21/02/2017 (10:40)

    Amei esse post! Vou lá conferir!

    • comment-avatar
      Robbie Robbie 21/02/2017 (15:41)

      Obrigada, Fernanda! E vai lá curtir sim, que vale muito a pena! 🙂

  • Markthal: Conferindo as dicas da Holandesando! – Melissa na Holanda 20/02/2017 (09:46)

    […] Holandesando.com meu deu um presente ao postar um artigo sobre o Mercadão de Markthal. Ela listou 10 motivos para visitar o Markthal em Roterdã. Nunca tinha ido no centro de Roterdã e também não conhecia esse mercado. Anotei as dicas dela e […]

  • comment-avatar
    Ana Carolina Miranda 18/02/2017 (17:31)

    Amei a dica! Este Mercado parece incrível! Que lugar lindo! Não pode faltar de forma alguma num roteiro pela cidade!

  • comment-avatar
    Pedro Henriques 17/02/2017 (22:37)

    Nunca estive em Roterdão nem tinha ouvido falar deste edificio que me parece verdadeiramente fenomenal! Fica na agenda.

  • comment-avatar
    Josiane Bravo 17/02/2017 (22:15)

    Uauu eu fiquei aqui admirada com a arquitetura maravilhosa deste mercado, LINDO. Amei a escadinha de teclado e achei o máximo que é possível encontrar tanta variedade de frutas exóticas. Ameii tudo e já estou louca para conhecer.

  • comment-avatar
    Klécia 17/02/2017 (21:25)

    Eu adoro muito visitar mercados. Acho que eles falam tanto sobre o povo, a cultura, que é sempre um destino certo nas minhas viagens. E esse eu visitaria com certeza! É lindo, e tem restaurante do Jamie Oliver. Ou seja, é amor <3

  • comment-avatar
    Ana Raquel Fortes 17/02/2017 (14:45)

    Desejando ir agora! hahaha.. Meu sonho é conhecer esse lugar. Depois desse post então.. rs As dicas são excelentes! Parabéns pelo post!
    =*
    Keul
    http://www.turistandonomundo.com.br

  • comment-avatar
    Paula 17/02/2017 (10:16)

    Que lugar maravilhoso! Eu gosto muito de ir aos mercados, acho que sempre tem coisa (e comida interessante!) para descobrir, ainda não conheço Roterdã, mas espero em breve voltar a Holanda!

  • comment-avatar
    Marina 16/02/2017 (22:31)

    Me convenceu já no quinto motivo! Haha! PArabéns Roberta, adorei seu blog! 🙂

  • comment-avatar
    Eloah Cristina 16/02/2017 (22:13)

    Já me convenceu!! rs

  • comment-avatar
    Michela Borges Nunes 16/02/2017 (20:50)

    Uau, que mercado mais lindo!! Adoro conhecer estes lugares quando viajo por aí. Conheci o de Copenhague estes dias e adorei também. Amei o post. Abraço!

  • comment-avatar
    Alessandra Fratus 16/02/2017 (20:12)

    Geeeente, morro com essa arquitetura! Que prédios maravilhosos. Cada dia mais aumenta minha vontade de conhecer esse pedacinho do globo! Demais

  • comment-avatar
    Thais 16/02/2017 (18:38)

    Nossa, que bacana. Não sabia de tudo isso.
    Adorei as dicas 🙂
    Abraços
    Thais