5 motivos porque você sempre deve ter uma moeda na Holanda

Tem gente por aí que diz que “amigo é dinheiro no bolso”. Na Holanda, eu mudaria a frase para “amigo é moeda no bolso”. Foi aqui que eu aprendi a dar o devido valor a ela. E nem foi tanto pelo seu poder de compra, não.

Por que moedas são tão importantes na Holanda? Por que meu marido rouba minhas moedas, eu as dele e a gente até briga por isso mesmo com dinheiro na carteira? Nem precisa esperar até sexta-feira, no Globo Repórter, porque eu vou contar agora mesmo pra você. A moeda é a sua melhor amiga na Holanda porque:

1. Mata a sua fome

girl-holding-hamburger-in-her-hands-picjumbo-com

Opa, não é pra comer a moedinha, não, calma aí! (Foto: Viktor Hanacek/Picjumbo)

Sabe aquelas maquininhas que vendem tranqueira pra gente comer? Refri, chocolate e afins? Então, na Holanda, até isso é diferente.

É que se no Brasil a vending machine só tem essas opções de comida, na Holanda você pode comprar até um sanduba esperto numa máquina dessas. Sério!

Quem começou com essa holandesice foi a Febo. Deu tão certo que a rede já existe há 75 anos.

Então, já sabe: bateu uma fome? Passe em frente à Febo, insira sua moeda, pegue seu salgadinho e vá embora. Siga feliz e de barriga cheia. Simples assim.

Viu, pagou, levou. Quer fast food mais FAST do que isso?

Viu, pagou, levou. Quer fast food mais FAST do que isso?

O esquema é tão prático que a Febo criou uma versão da loja em um canal em Amsterdã pra você matar a fome enquanto passeia de barco. Fizeram até vídeo mostrando! Dá uma olhadinha no vídeo e aproveita pra curtir o Holandesando no Facebook, que foi onde eu contei primeiro sobre essa novidade. ;)

“Nem tô a fim de comer porcaria de rua. Prefiro ir ao mercado e fazer minha própria comida. E lá, com uma moedinha só, eu vou dançar.” Peraí, amigão, não é assim que funciona a coisa, não.

Você vai precisar de moedinha no supermercado, sim. E vai me agradecer pela dica. Olha só:

2. Te ajuda com as compras no supermercado

Pensou em supermercado holandês, pensou em Albert Heijn

Pensou em supermercado holandês, pensou em Albert Heijn (Foto: By Sweetsola (CC BY-NC 2.0), via Flickr)

Se você tá indo ao mercado fazer compra grande e precisa de um carrinho, tá na hora de usar mais uma moedinha. Mas calma, os holandeses não te cobram pra usar o carrinho. Na verdade, é um dinheiro “emprestado”.

Funciona assim: você vai até a fileira dos carrinhos, que estão todos presos uns aos outros. Para liberar o seu, você precisa inserir uma moeda, que varia de valor de acordo com o supermercado.  Fez suas compras? Agora é hora de largar seu carrinho por aí e ir embora, certo? Não se você não quiser ficar no preju. 

Agora é hora de você voltar com o carrinho até a fileira e encaixá-lo de volta. Assim, a moeda que você tinha inserido volta pra você. Mas se você quiser largar por aí, tudo bem. Certeza que alguém vai botar o carrinho no lugar e pegar a “gorjeta” de volta. Eu mesma faria isso, porque né… sou boba de dispensar dinheiro? Euro, ainda?

Vai ver que é por isso que nunca vi carrinho largado em tudo quanto é lugar no supermercado.

Olha aqui como funciona na prática:

https://youtu.be/VRmQwoB-wO4

Mas a gente não quer só comida. A gente quer comida, diversão e arte. E nessa hora você vai precisar da danada da moedinha outra vez. O que nos leva ao próximo item:

3. Te dá acesso ao maravilhoso mundo das artes

"Lembra aquele dia que a gente viajou até Amsterdã e ficamos do lado de fora por causa de uma moeda?"

“Lembra aquele dia que a gente viajou até Amsterdã e ficamos do lado de fora do Rijks por causa de uma moeda?”(Foto: By chriscrowder_4 (CC BY-NC-ND 2.0), via Flickr)

Aí você chegou na Holanda e tá louco pra visitar o Rijksmuseum, o Museu Van Gogh e tantos outros. Pra não perder tempo em fila, você já comprou seus ingressos online. Parabéns! Só tem um probleminha.

Com essa mochila nas costas e esse pau de selfie, esquece. Não vão te deixar entrar no museu mesmo.

Primeiro você precisa guardar seus pertences. E eis que a moedinha rouba a cena de novo. Desta vez você precisa dela para trancar o seu armário.

É só inserir a moeda no espaço indicado. Quando destrancar o armário, não se esqueça de pegar a moeda de volta! (Foto By René Gademann (CC BY-NC-ND 2.0), via Flickr)

É só inserir a moeda no espaço indicado. Quando destrancar o armário, não se esqueça de pegar a moeda de volta!(Foto By René Gademann (CC BY-NC-ND 2.0), via Flickr)

Mas e se você estiver sem moeda, vai ficar sem visitar o museu?

Pra tudo na vida tem um jeito. É só voltar no caixa e pagar 1 euro com o cartão. Mas é claro, se você está vindo do Brasil, não é nada legal ser taxado com IOF e tudo mais por causa de 1 Merkel. Então é melhor prevenir do que remediar.

Já o próximo item da lista não é um item urgente nem dica de sobrevivência. Mas quem é brasileiro e vive na Holanda talvez tenha tido a mesma surpresa que eu do que uma simples moeda pode fazer na sua vida.

4. Traz memórias da sua infância

"Infância boa foi no meu tempo..." (Foto: By Tays Rocha (CC BY-SA 2.0), via Flickr)

“Infância boa foi no meu tempo…” (Foto: By Tays Rocha (CC BY-SA 2.0), via Flickr)

“No meu tempo…” – é, no nosso tempo tanta coisa era diferente. Quem nasceu na década de 80, como eu, sabe bem como são nossas lembranças bizarras daquela época. Do tempo em que você tinha medo da abertura do Fantástico, dançava Ilariê mas jamais se atreveu a ouvir o disco da Xuxa ao contrário, ouvia histórias do boneco do Fofão e sua faca…

Pensando bem, porque que nós sentimos saudade dos anos 80? Acho que os anos 90 foram melhores, no final das contas. Pelo menos em relação a dinheiro, passada a loucura da inflação. E aí começa o “no meu tempo” outra vez. Quer ver só?

Quem daquela época nunca disse “no meu tempo, a gente comprava Kinder Ovo com uma moeda de 1 Real?”. E ainda vinha a turma do Snoopy de presente! Mas a juventude de hoje, coitada, não sabe o que é isso… até que, aqui na Holanda, eu tive esse momento deja-vu.

Aqui você não compra 1 Kinder Ovo com 1 Real. Mas com 1 euro, sim!

Como vem 3 na embalagem, ele custa até menos de 1 euro. E ainda vem um Minion ou um personagem de Frozen 😍! (Foto: ah.nl/reprodução)

Como vem 3 na embalagem, custa até menos de 1 euro. E ainda vem um Minion (ou um personagem de Frozen!)  (Foto: ah.nl/Reprodução)

Mas se você não pegou essa fase (que pena), não se preocupe. Eu deixei o grand finale para um item que, sozinho, já justificaria carregar moedas com você pro resto da vida.

E é por isso que quando o maridón “afana” as moedinhas de casa pra tomar café no trabalho, eu quero comer o fígado dele. Já viu que não é pouca coisa, né? Então lá vai o principal motivo pra sempre carregar moedas com você aqui na Holanda:

5. Você pode contar com ela na hora da necessidade

Na hora da necessidade é que a gente sabe quem é amigo de verdade... (Foto By Craig Sunter (CC BY-ND 2.0), via Flickr)

“É na hora da necessidade que a gente sabe quem é amigo de verdade…”(Foto By Craig Sunter [CC BY-ND 2.0], via Flickr)

Uma boa notícia é que, na Holanda, a quantidade de banheiro público disponível é muito maior que no Brasil. Dá um alívio (de verdade) não precisar contar com a piedade do dono daquele boteco sujo pra poder usar o “no fundo, à esquerda”. E ainda prender a respiração e torcer pra não encostar em nada ali. Mas a má notícia é que passar longe desse pesadelo tem um preço.

Digo, literalmente: pode ser de 20 até 70 centavos, dependendo do lugar. Até o McDonald’s cobra por aqui, caso você não seja cliente. Injusto? Um abuso?

Às vezes eu também acho. Mas é aquele ditado: a gente vai fazer o quê? Se esse é o preço pra se ter banheiro em tudo quanto é esquina e sempre limpinho… toma aqui minha moedinha!

E, acredite: na hora do aperto você não vai querer estar sem moeda. Eu sei melhor do que ninguém.

Estava eu indo à exposição David Bowie Is, lá nos cafundós do Judas em Groningen, quando tive de parar em Zwolle para transferir de trem. Hora de ir correndo ao banheiro da estação para não perder a conexão. Eu já sabia que estava sem moedas, mas ok, era só pagar com o cartão de débito. Não dessa vez. Olha com o que eu me deparei:

Pensa numa pessoa desesperada porque a porta só abre se você inserir uma moeda de EXATOS 50 centavos

Pensa numa pessoa desesperada porque a porta só abre se você inserir uma moeda de EXATOS 50 centavos

Lá fui eu correndo de perna cruzada até a lanchonete mais próxima pra trocar meu dinheiro. E voltar tudo outra vez. Parece que demorou mais ir e voltar ao banheiro do que chegar a Groningen. Mas deu tudo certo. Me senti uma campeã, com direito ao Tema da Vitória do Senna ao fundo e tudo!

Moral da história

Faça como o Tio Patinhas. Tenha uma moedinha da sorte e não se desapegue dela por nada. Quer dizer, fora esses casos que eu citei, é claro!

 

E você? Já passou sufoco na Holanda por causa de moeda? Lembrou de algum uso da moeda que ficou fora da lista? Conta aí pra gente! :)

Booking.com

2 Comments

  • comment-avatar
    arlison franco 14/10/2016 (18:09)

    oi roberta muito legal o post sobre as moedas gostei muito acho que por isso que eu estava esperando este post dicas muito valiosas um abraço