Utrecht: 10 Motivos para conhecer a Domtoren

A apenas meia hora de Amsterdã, a Domtoren é um passeio que você não pode perder em Utrecht

18
Domtoren, a torre da Catedral de Utrecht. Dica do que fazer em Utrecht e bate e volta de Amsterdam

A Domtoren, ou a Torre da Catedral de Utrecht, é um passeio obrigatório para quem visita a cidade. Confira 10 motivos para você incluir a Domtoren na sua viagem à Holanda:

1. É o Cartão-Postal de Utrecht

Não dá pra falar de Utrecht sem falar na Domtoren. Tudo o que acontece de marcante na cidade passa por ali. Inclusive foi nesse exato local que a cidade teve sua origem, há cerca de 2 mil anos, quando um assentamento romano se estabeleu por lá.

Domtoren, a torre da catedral de Utrecht, na Holanda, ganha iluminação especial com as cores da bandeira da França em homenagem ao Tour de France 2015
A Domtoren está sempre conectada com o que acontece na cidade. Como quando ela ganhou iluminação especial em homenagem ao Tour de France, que teve Utrecht como ponto de partida em 2015. Fazia parte da rota passar por dentro da torre! (Foto: Anne Hamers)

Veja também: Casal Holandês Gigante é o Novo Cartão-Postal de Amsterdã

Por tudo o que a Domtoren representa, ela é um verdadeiro motivo de orgulho para os moradores de Utrecht. Mas atenção: se você é daquele tipo que sofre com mania de perseguição, a Torre da Catedral pode virar um problemão.

Lembra quando eu disse que a Domtoren é um passeio obrigatório? Não era exagero, não!

2. É a torre de igreja mais alta da Holanda

Não tem como ir a Utrecht e passar batido pela Domtoren. Com 112 metros, ela é a torre de igreja mais alta da Holanda. Por isso, por onde quer que você ande em Utrecht, não tem como escapar: ela vai estar ali no alto, observando você. Medo!

A Domtoren e sua eterna vocação pra Papagaio de Pirata

Como diz o ditado: se não pode vencê-la, junte-se a ela. É só subir até o topo!

Mas prepare-se: para chegar lá em cima e conhecer sua história, você precisa subir todos os 465 degrauzinhos, um por um. Sem ajuda de elevador e nem dos universitários. Está certo disso?

Então prepara o fôlego e vem pra cá, vem pra cá, porque vale muito a pena!

3. A Domtoren tem uma vista espetacular

Depois de subir degrau até dizer chega, você tem uma vista estonteante de Utrecht. Lá do alto, a impressão que dá é que estamos no Madurodam vendo um monte de miniaturas: casinhas, ruas, canais. Mas é tudo real. É tudo Utrecht. Quer dizer, quase tudo.

Leia mais sobre Utrecht: Conheça a Rietveld-Schröderhuis, a Casa Lego da vida real

Se você pegar um dia com boa visibilidade, não é só Utrecht que você vai ver, não. Dá pra ter uma visão até de Roterdã. E de Amsterdã também! Sério mesmo, dou minha palavra que eu vi! Mas até com tempo ruim a visita vale a pena.

Domtoren, a torre da catedral de Utrecht, na Holanda, e sua visão panorâmica com casas debaixo de neve no inverno holandês
A Holanda debaixo de neve é sempre um arraso. Supere o frio e suba na Domtoren pra ter uma visão como essa! #Dica

Outra coisa boa é que você já pode ir marcando lá do alto o que você quer visitar depois. O que nos leva ao próximo motivo para visitar a Domtoren.

4. Fica em Utrecht, uma cidade vibrante e cheia de opções

https://youtu.be/2Q5NpRdl5Z0

Depois desse vídeo, acho que nem precisava falar mais nada, né? E olha que a lista nem chegou na metade ainda!

Quarta maior cidade da Holanda, Utrecht é repleta de ótimas atrações. O destaque (além da Domtoren, claro), fica para os canais de Utrecht, eleito pelos próprios holandeses os mais bonitos da Holanda.

Netherlands, Utrecht, Oudegracht
Utrecht tem terraços à beira do canal. E adivinha o que dá pra ver de lá? (Foto: Divulgação)

Você pode fazer um passeio de barco pelos canais, alugar um pedalinho ou até um caiaque. Tem opção para tudo quanto é gosto. Eu, por exemplo, aproveito o verão pra praticar Stand Up Paddle por lá, já que a minha cidade é desprovida de canais. :/

Visitar Utrecht é garantia de um dia pra lá de agradável. Tão agradável que fica até difícil acreditar no motivo que deu origem ao cartão-postal da cidade.

Booking.com

5. A Domtoren é o resultado de uma treta nervosa

A Utrecht de hoje é pura paz, alegria e ousadia. Mas uns 700 anos atrás a situação era bem diferente. Liberdade de religião, separação entre Igreja e Estado? Nem pensar!

Por isso, os duques da região queriam de qualquer jeito que a cidade tivesse um bispo que não interferisse no seu quadrado. Se fosse para dar uma favorecida a eles, melhor ainda.

Conclusão: todo mundo tava metendo o bedelho para emplacar o seu favorito como bispo de Utrecht. Bem-vindo ao mundinho pantanoso dos famosos de antigamente. Quer saber como a Igreja Católica resolveu a parada?

Antes que a coisa virasse Casos de Família de vez, ela decidiu mostrar quem é que mandava de verdade ali. Tinha de ser um recado bem dado para, de onde quer que os duques estivessem, pudessem ver o tal "lembrete". O resultado, acho que você já imagina...

6. A Domtoren é a maior indireta que você respeita

O que você faz quando quer dar uma indireta pra alguém? A Igreja Católica ficou pistola e construiu a Domtoren. E o momento não poderia ter sido mais oportuno pra isso.

É que na época já estava rolando a construção da nova Igreja de São Martinho – ou Sint-Maartenskerk, o nome oficial da Domkerk. Com os duques enchendo o pacová, os religiosos resolveram dobrar a meta, fazendo uma torre bem imponente junto. Só pra dar aquele recadinho esperto.

Esse quadro de 1660 e bolinha mostra que até quem tava na roça podia ver quem é que mandava no pedaço! (Crédito: Joost Cornelisz Droochsloot, Gezicht op de stad Utrecht (1650-1655). Coleção Centraal Museum)

Imagina construir uma torre de Igreja, com 112 metros de altura, num país completamente plano, em pleno século 13. Chamou tanto a atenção que nem precisou pendurar uma melancia no topo. Se bem que, particularmente, eu ia achar a ideia até legal, haha!

Entretanto, ao você visitar a Domtoren você vai perceber que ela não está junto da igreja coisíssima nenhuma. Tem uma praça que passa entre as duas.

Lá do alto da Domtoren a gente vê a praça e, do outro lado, a igreja. Por que não é tudo junto?

Parece meio maluco, mas é que antigamente não era assim. Tudo mudou em 1º de agosto de 1674, quando algo muito terrível aconteceu em Utrecht.

7. É um verdadeiro milagre em forma de monumento

Katrina, Matthew, não importa o nome. Até hoje, quando um furacão atinge uma cidade, não há muito que se possa fazer. Agora imagina isso no século 17, sem qualquer tecnologia, muito menos a Maju do Jornal Nacional pra avisar pra galera cair fora.

Foi assim, de supetão, que uma tempestade com direito a tornado e tudo chegou a Utrecht. O resultado? Uma cidade completamente destruída. Nem a Catedral de Utrecht resistiu e sua nave virou ruína. Nada se salvou. Com exceção de um local.

ruínas da Igreja de São Martinho, onde fica a Domtoren em Utrecht, após a tempestade
"Tempestade, a senhora é mesmo destruidora, viu?" (Crédito: Herman Saftleven [Public domain], via Wikimedia Commons)
Incrivelmente a Domtoren ficou intacta, sem arranhão algum. Como foi possível?

A verdade é que até hoje ninguém tem uma explicação exata para isso. O que se sabe, com toda a certeza, é que o projeto arquitetônico da torre não foi feito para suportar um tornado de tal magnitude.

Estudos meteorológicos sugerem que foi mais um lance de sorte mesmo. Sabe quando tá caindo a maior chuva, você olha pro lado e tá completamente seco? Então, foi bem por aí. Acredita-se que a tempestade "parou" antes de chegar à Domtoren, bem no limite mesmo. Pode chamar de milagre, se quiser.

Ou foi milagre ou foi o João Kléber gritando "PARA, PARA, PARA!" pra tempestade. De qualquer maneira, ela taí até hoje. (Foto: Divulgação)

Mas se houve milagre, ele foi mesmo só para a torre. Com tamanha destruição, faltava telhado para reconstruir as casas. Principalmente, faltava dinheiro.

Diante dessa situação e com a Igreja Católica longe dos seus dias de glória na Holanda (que inclusive já tinha se tornado Protestante nessa época), reconstruir a nave da Igreja que fazia a ligação com a torre ficou completamente fora de questão.

Com o tempo, as ruínas deram espaço à Praça Dom. Ainda hoje, se você olhar bem para o chão, vai ver que nas pedras há uma marcação indicando onde ficava a nave.

Mas não é só do lado de fora que a Domtoren tem história para contar. Do lado de dentro também.

8. A Domtoren também é cheia de curiosidades por dentro

A visita dentro do Domtoren é sempre acompanhada de um guia, que conta a história e curiosidades do local. Uma delas é o conjunto de sinos da torre. Há sinos ali com mais de 500 anos de serviços prestados!

A função deles era avisar a cidade de tudo o que acontecia de importante. Principalmente em caso de calamidade. Ou seja, era o Plantão da Globo de antigamente.

Além de descobrir que até hoje os sinos são acionados por pessoas e não mecanicamente (haja força!), eu também aprendi que cada um deles tem um nome. O meu preferido?

Conheça "Jesus Maria José", praticamente um meme em forma de sino!

Falando em sino, o Domtoren também conta com um carrilhão de 1664. Ele funciona até hoje e rola até apresentação pra cidade toda ouvir. E você pode assistir também!

9. É palco de concertos incríveis

A Domtoren tem uma carrilhonista que sobe até lá e faz concertos lindos. O som delicado dos sinos do carrilhão ecoa por toda a cidade.

Ela toca de tudo: de música clássica a temas de TV e ícones da música contemporânea. Já rolou até o tema de Star Wars (que ela tocou junto com a cidade inteira)!

https://youtu.be/8NeBS8JXnFI

Mas o mais emocionante pra mim foi o concerto em homenagem ao David Bowie quando ele faleceu.

Confira a agenda e saiba quando assistir a uma apresentação do carrilhão da Domtoren.

Depois de tudo isso, espero que você já esteja convencido que a Domtoren é um passeio que você não pode perder. E se o seu problema for a distância, o último motivo da lista vai te ganhar de vez.

10. A Domtoren é perfeita para um bate e volta

Quando o assunto é transporte, Utrecht é imbatível: ela tem a maior estação de trem da Holanda, que se conecta facilmente com tudo quanto é cidade. Quem está em Amsterdã não tem do que reclamar: em meia hora você chega a Utrecht!

Pra facilitar ainda mais, a Domtoren fica bem no centro da cidade. É só sair da estação e andar alguns minutinhos a pé até a torre. Com aquele tamanhão todo, não tem como errar o caminho!

Consulte o site da NS para rotas de trem e horários a partir da sua cidade.

Dicas Holandesando para visitar a Domtoren em Utrecht

  • A Domtoren está aberta para visitação diariamente (ver os horários em Serviço).
  • A visita dura cerca de 1 hora e só pode ser feita acompanhada de um guia, que fala inglês e holandês.
  • Comprando ingressos com o Holandesando, o blog recebe uma pequena comissão, que me ajuda a manter o site. Assim eu consigo mostrar cada vez mais a Holanda além de Amsterdã pra você. Você não paga nada a mais por isso e ainda evita fila. Todo mundo sai ganhando! :)

Serviço

Domtoren
Domplein, Utrecht | Mapa
Horário de visitação: de terça a sábado, das 11h às 16h30; domingos e segundas, das 12h às 16h30
Site
Ingressos

Blogagem Coletiva: Top 10

Esse texto faz parte de uma blogagem coletiva com o tema Top 10. Confira a lista dos 10 mais feita pelos blogs participantes:


Fontes:

RESERVE SEU HOTEL COM O HOLANDESANDO Booking.com

18 COMENTÁRIOS

  1. Que linda a Domroten!
    Ainda não tive oportunidade de conhecer Utrecht, mas está nos planos para os próximos meses! Adorei saber que as visitas são acompanhadas por guia – conhecer a história e curiosidades das cidades e monumentos é a minha parte preferida das viagens – e fiquei encantada com a vista lá de cima.
    Lindas fotos e excelente post!

  2. Passamos apenas 2 dias em Amsterdam e não conseguimos visitar outras cidades.
    Com certeza voltaremos na Holanda em breve e suas dicas estão anotadas!
    Ótimo post! 😉

  3. Ah eu sou apaixonada com essa cidade, passei meu final de semana lá e agora que o tempo está esquentando está ainda mais agradável. Com certeza uma das cidades mais charmosas da Holanda, e depois de Amsterdam, está entre uma das minhas prediletas. E a torre é maravilhosa, só uma pena que o topo da torre está em reforma agora.

  4. Ao ler seus posts minha vontade de conhecer a Holanda só tem aumentado! COm certeza a Domtoren está na minha lista!

  5. Que máximo esta torre, e que história fantástica, digna de quem manda no pedaço mesmo. Adorei as fotos e a narrativa com pinceladas de humor. Amei o post, no início até confundi um pouco Utrecht com Amsterdam, as cidades se parecem, ou não?

  6. hahahahahaha
    Provavelmente dirão que foi deus que não permitiu que a torre caísse durante a tempestade (e que senhora tempestade, hein?)

    Eu queria ter feito Utrecht quando estive por aì… mas o meu maridon queria chegar em Berlim para ver um show de metal e ficamos apenas 5 dias no paìs
    🙁

    • Eu amo subir por aí e ver cidades de cima quando está nevando. É lindo! E a galera se escondendo do frio em casa, tsc tsc… rs

      E olha… Utrecht vale DEMAIS a pena!

      Abraços!

  7. Robbie, que post legal! Adorei conhecer a historia contada de um jeito tão descontraído. E lá pela metade já estava convencida de que é preciso, sim, incluir Utrecht em uma viagem à Holanda. Até a próxima BC!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here